10 Mitos Sobre a Aviação Executiva Que Você Precisa Conhecer

Fretamentos / 10 Mitos Sobre a Aviação Executiva Que Você Precisa Conhecer

Mudar idioma: enEN (Inglês) pt-brPortuguês esEspañol (Espanhol)

Jatos executivos sempre permearam o imaginário popular como verdadeiros “brinquedos” caros e inacessíveis. Atualmente, a realidade é outra: pouco a pouco, aeronaves privadas ou pertencentes aos táxis aéreos deixaram para trás o estigma de serem objetos extravagantes e passaram, finalmente, a serem vistas de acordo com as suas reais funções. Isso se deu especialmente, com o desenvolvimento de novas possibilidades dentro do universo da aviação e com a acessibilidade permitida pela Flapper, levando este segmento da aviação privada para uma parcela cada vez maior da sociedade, com isso diversos mitos passaram a ser quebrados. Vamos conhecer alguns deles?

Mito nº 1: Aviões Executivos São Muito Lentos

Ao nos depararmos com aeronaves menores — em comparação às que são utilizadas em companhias aéreas de voos regulares —, podemos até imaginar que o tamanho reduzido faz com que os voos sejam mais lentos. Mas, saiba: nem sempre isso é verdade!

A maior prova da rapidez proporcionada por jatos executivos está em um dos modelos mais disruptivos já lançados pensando na aviação de negócios: o Cessna Citation X. Podendo voar a 51.000 pés, a uma velocidade de Mach .93 (equivalente a 93% da velocidade do som), figura até hoje como o jato executivo mais rápido já desenvolvido na indústria. Se compararmos a performance do Citation X a um dos modelos mais utilizados na aviação regular, o Airbus A320, temos uma clara ideia das diferenças: o A320 voa a no máximo 39.000 pés, a uma velocidade máxima de Mach .82 (82% da velocidade do som).

Mito nº 2: Você Precisa Conhecer Profundamente a Aviação Executiva Para Poder Utilizá-la

Se isso era necessário no passado, hoje já não é mais. É por isso que a Flapper existe: para aproximar você, usuário do transporte aéreo, de todos os benefícios que só a aviação executiva pode proporcionar.

Através de uma plataforma intuitiva, seja através do nosso site ou de nossos aplicativos para smartphones (Android e iOS), reservar um voo para qualquer destino de sua preferência é muito fácil e rápido. Com apenas alguns cliques é possível cumprir todas as etapas necessárias para que a sua viagem fique realmente ao seu alcance.

Além de toda a facilidade para que as reservas sejam feitas, oferecemos todas as informações acerca das aeronaves disponíveis, até mesmo os detalhes técnicos de cada uma delas. Assim, você poderá conhecer com antecedência tudo o que vivenciará a bordo das aeronaves disponíveis!

Mito nº 3: Apenas Pessoas com Alto Poder Aquisitivo Podem Utilizar a Aviação Executiva

A democratização da aviação executiva também é um dos pilares mais fortes de atuação aqui na Flapper. E esse objetivo é atingido diariamente com muita maestria! Prova disso são as nossas Empty Legs: com valores acessíveis e facilidade de reserva, voos entre as principais cidades brasileiras nas melhores aeronaves do nosso portfólio são disponibilizados diariamente para todos os nossos clientes.

Em alguns casos, estas oportunidades são ainda mais acessíveis se comparadas aos preços oferecidos por companhias aéreas regulares para o mesmo trecho a ser voado e em horários semelhantes. Milhares de clientes já testaram e aprovaram as nossas oportunidades de última hora e, finalmente, descobriram o quão magnífico é o universo da aviação executiva.

Mito nº 4: Jatos Executivos Não São Seguros

O Brasil, através do RBAC (Regulamento Brasileiro de Aviação Civil) nº 135, da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), disciplina com enorme rigor técnico a atividade de empresas de táxi aéreo no Brasil. Além disso, ao longo dos últimos anos, houve intensificação do trabalho regulatório e fiscalizador por parte da ANAC junto aos operadores, acarretando em voos cada vez mais seguros aos usuários do transporte aéreo.

Atualmente, com a ampliação das exigências vindas da autoridade reguladora, a aviação executiva no Brasil experimenta níveis de exigência equiparáveis aos de companhias aéreas regulares. Tudo isso é traduzido em confiabilidade, segurança e ainda mais conforto. Podem ficar tranquilos: usar a aviação executiva é seguro!

Mito nº 5: Aviões de Táxi Aéreo Não Podem Voar Com Tempo Ruim

Jatos executivos possuem as mesmas tecnologias embarcadas nas mais consagradas aeronaves comerciais de linha aérea regular. Em alguns casos, o aparato tecnológico é ainda mais robusto por opção dos operadores, diante das circunstâncias dos voos em táxis- éreos que passam por aeroportos com diferentes características de maneira constante e diária.

Não somente quanto à tecnologia embarcada, como também acerca do treinamento da tripulação, também existem incontáveis semelhanças frente à preparação de pilotos de linha aérea. Todas as exigências de licenças e habilitações para voos por instrumentos são exatamente iguais. Isso faz com que a segurança e a qualidade do voo sejam equiparáveis entre os dois segmentos, fazendo com que operadores de táxis aéreos tenham a mesma flexibilidade e capacidade de voo. Faça chuva ou faça sol, havendo segurança para decolar, tanto a aviação executiva quanto a aviação regular irão voar.

Mito nº 6: A Aviação Executiva é Inimiga da Preservação Ambiental

Muito pelo contrário! Dentre os diversos segmentos da aviação, operadores de táxi aéreo são os mais numerosos em esforços para a diminuição de gases nocivos, especialmente para a adoção de novas tecnologias que possam mitigar a utilização de combustíveis fósseis na atividade aérea. Jatos executivos foram, até a metade da década passada, responsáveis por 0,2% do total de emissões de carbono em todos os voos realizados em todo o mundo.

A Flapper é prova disso: em busca de cada vez mais estar em conformidade com as mais adequadas práticas de sustentabilidade na aviação, estamos comprometidos com a emissão zero de carbono até 2030, expressando ainda mais todas as características inovadoras presentes no DNA da empresa. No dia 25 de Janeiro de 2022 a Flapper assinou uma LOI (Carta de Intenção) junto à Jaunt Air Mobility, empresa aeroespacial sediada no Texas, EUA, para a compra de 25 aeronaves de pouso e decolagem vertical (eVTOL). As aeronaves são 100% elétricas, alimentadas por baterias e totalmente independentes da utilização de combustíveis não renováveis.

Mito nº 7: Procedimentos de Embarque e Desembarque na Aviação Executiva São Mais Burocráticos

Os usuários frequentes do transporte aéreo regular sabem o quanto é desgastante seguir todos os protocolos exigidos nos aeroportos: uma hora e meia de antecedência para check-in, filas intermináveis para inspeções de segurança e raio-x, filas desorganizadas para embarque… Tudo isso faz com que uma máxima passe a valer: “a aviação é o melhor meio de transporte para quem não tem pressa”.

Na aviação executiva, o processo é inverso: ao utilizar a aviação privada, o embarque acontece em um hangar privativo com muito conforto e eficiência. Além de aguardar em um ambiente calmo e silencioso, você não enfrentará filas. Após ser convidado para o embarque, bastam apenas alguns minutos para que os motores da aeronave sejam ligados e o voo comece. Não existe nada comparável ao ganho de tempo proporcionado pela aviação executiva!

Mito nº 8: A Aviação Executiva Não Possui Caráter Social

Os voos de empresas de táxi aéreo nem sempre são voltados ao público de maior poder aquisitivo. Muitos aviões decolam diariamente com uma missão muito nobre: transportar vidas que precisam de socorro médico imediato. Esse é o papel desempenhado por empresas especializadas em transporte aeromédico.

Nessa modalidade, aeronaves utilizadas para transporte de passageiros são convertidas rapidamente em verdadeiras UTIs aéreas, permitindo a remoção de pessoas adoentadas para recuperação próxima aos seus familiares, ou pessoas com necessidade de atendimento médico de referência em grandes capitais. Estes processos, infelizmente não são adotados em voos regulares dada a complexidade de adaptação dos aviões. Com isso, salvar vidas faz com que a aviação executiva tenha um papel ainda mais especial.

Mito nº 9: Aviões Executivos Não Voam Para Muitos Destinos 

Na verdade, o que acontece é exatamente o contrário: se um destino não é servido pela aviação regular, ele poderá ser perfeitamente servido por uma aeronave executiva. Enquanto em alguns casos o real destino do passageiro fica distante do aeroporto no qual a aeronave irá pousar, a aviação executiva proporciona a experiência de poder pousar e decolar do local necessário. Isso faz com que, mais uma vez, a eficiência seja incomparável.

Mito nº 10: Aviões Executivos Possuem Restrições em Grandes Aeroportos

As aeronaves da aviação executiva possuem hangares especialmente equipados para o atendimento de embarques e desembarques. Além disso, o espaço aéreo é feito para que diferentes aeronaves, de diferentes categorias, possam voar de maneira ordenada, coordenada e segura. Nesse caso, não há qualquer restrição que impeça a operação de aeronaves executivas nos aeroportos.

O que ocorre é que em alguns casos, como no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, as chegadas e partidas precisam ser coordenadas por meio de “slots” de operação, previamente por exigência das autoridades aeronáuticas. Tal medida é adotada para que o fluxo entre aeronaves de linha aérea e aeronaves executivas de voos não regulares seja otimizado, evitando transtornos quanto aos atendimentos prestados a estes aviões.

Our Services: Fretamentos

See also

  • Relato de mais um voo internacional realizado pela Flapper com excelência

    See post
  • Flapper recebe o selo ARGUS Certified, tornando-se a primeira empresa certificada no Hemisfério Sul

    See post
  • Fretamento de helicóptero na Cidade do México e Toluca

    See post