Táxi aéreo de UTI: João Pessoa – São Paulo

Fretamentos / Táxi aéreo de UTI: João Pessoa – São Paulo

Mudar idioma: enEN (Inglês) pt-brPortuguês esEspañol (Espanhol)

Quando falamos da saúde dos nossos entes queridos, qualquer detalhe pode fazer a diferença e o melhor atendimento possível é o mínimo esperado. Com essa máxima em mente, a equipe da Flapper realizou recentemente mais um voo de transporte aeromédico bem-sucedido, transferindo via jato na configuração aeromédica, uma paciente de João Pessoa (PB) até São Paulo (SP). Junto com os nossos parceiros cuidamos da operação de ponta a ponta, incluindo translado de ambulância aeroporto – hospital.

A operação foi dedicada a um cliente em tratamento por conta de uma tuberculose peritoneal. Internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o seu quadro era estável, mas necessitava de cuidados especiais como ventilação mecânica.

A partir do momento em que a Flapper foi acionada e encaminhou o itinerário junto a seus parceiros, a família deixou de se preocupar com minúcias. Depois de autorizarem a remoção, uma ambulância da empresa foi buscar a paciente no Hospital Alberto Urquiza Wanderley, já com a presença do médico e do enfermeiro de bordo que estariam no voo para iniciar o transporte da paciente com segurança.

O destino do voo foi o Hospital Einstein, em São Paulo, onde a família optou por continuar com o tratamento. Eles deixaram a capital paraibana por volta das 18h e chegaram à capital paulista aproximadamente às 23h.

Durante todo o voo, e inclusive de uma UTI a outra, de leito a leito, a paciente foi acompanhada pelos profissionais de saúde de bordo, que estiveram nos trajetos de ambulância em ambas as cidades e ficaram responsáveis pela acomodação da paciente nas instalações do avião. Além deles, o voo contou com a presença da filha da paciente, do médico particular da família, do piloto e do copiloto.

Por conta dessa equipe bem-preparada e de um avião bem estruturado para o transporte aeromédico, foi um voo muito tranquilo, sem intercorrências, que deixou com sucesso a paciente em seu novo local de tratamento.

Pela sensibilidade da operação, a operação contou com uma autorização especial das autoridades. Isso porque o Aeroporto Internacional de João Pessoa – Presidente Castro Pinto (JPA; SBJP) tem sido fechado para obras, inclusive suas pistas, durante um período entre 18h e 23h. Mesmo assim, foi permitido a decolagem do avião nesse intervalo em que as atividades estariam suspensas por se tratar de um voo aeromédico.

Esse é um dos diferenciais desse tipo de transporte, que costumeiramente recebe permissões diferenciadas para operar em aeroportos fechados ou limitados. Até mesmo pistas militares são liberadas em voos desse tipo, algo que nem sempre ocorre com voos executivos regulares.

Outro fato interessante deste voo que ressalta a importância de uma preparação especial para o transporte aeromédico é que a família está acostumada com aviação executiva e possui suas próprias aeronaves. O voo, inclusive, foi contratado por um piloto da família. Ainda assim, eles optaram por fretar um jato com a Flapper, sabendo que toda a estrutura de saúde montada dentro do avião, bem como o know-how da equipe e do médico e do enfermeiro de bordo fazem a diferença.

Aeronave utilizada: Learjet 35A

Antes de partir para o Aeroporto de Congonhas (CGH; SBSP), enquanto aguardava a paciente, o Learjet 35A utilizado para a missão ficou hangarado no próprio hangar privado da família dentro do Aeroporto de João Pessoa. Por se tratar de uma rota longa, eles optaram por um jato – normalmente mais rápidos e mais espaçosos do que turboélices.

O Learjet 35A se sai muito bem quando se trata de alcance, economia e performance, sendo conhecido por sua alta velocidade de cruzeiro, podendo voar até 3.574 km sem escalas em sua capacidade total. O interior – bem iluminado e confortável – apresenta normalmente poltronas confortáveis em configuração club seat e um pequeno sofá para quem busca mais conforto.

Para essa operação, entretanto, a estrutura foi completamente modificada, transformando o espaço interno em uma ambulância aérea que fornece todos os cuidados que a paciente necessita. Aqui, a aeronave é equipada com macas, incubadoras, tanques de oxigênio, monitores de sinais vitais, ventiladores, desfibriladores e muitos outros equipamentos para tornar o transporte confortável e seguro nesse momento tão delicado.

Flapper Aeromédico

Neste caso, estamos relatando o voo de uma passageira que, apesar de estar em tratamento intensivo, encontrava-se em condição de estabilidade. Mas os serviços aeromédicos da Flapper estão preparados para lidar com operações emergenciais, sabendo que nesses casos cada minuto pode fazer a diferença na resolução dos pacientes. Por isso, criamos uma rede integrada de aeronaves com certificação médica para viagens, agilizando o processo de reserva e operação desses transportes: a Aliança Flapper Aeromédica.

Na rede, há mais de 100 aeronaves homologadas para esses voos na América Latina e o nosso sistema de rastreamento de voos faz com que a busca por aviões e helicópteros bem posicionados para atender cada demanda seja muito mais breve.

Um dos diferenciais da Flapper são as verificações no local e o protocolo de segurança adotado, que segue o padrão da estadunidense Wyvern Safety. Além disso, cada diretor regional está preparado para dar a resposta mais rápida para esse tipo de solicitação.

Não é somente o voo de transferência entre hospitais que é buscado pelos nossos clientes. A Flapper realiza, por exemplo, repatriamento médico internacional, tendo já trabalhado em nome da Organização das Nações Unidas, embaixadas e governos, com uma equipe que se responsabiliza por todos os requisitos alfandegários, imigratórios e sanitários.

Outro serviço utilizado é o de ambulâncias aéreas neonatal e/ou pediátricas. Aqui, todo o voo é preparado para mitigar os riscos de vida dos pequenos ou mesmo transportar em segurança um recém-nascido direto para o seu lar, em outra cidade. Não somente a estrutura interna tem de ser adaptada, como os profissionais têm de ser preparados especificamente para lidar com as demandas neonatais e pediátricas.

Falando na equipe, todos os médicos e enfermeiros além de possuírem certificações em suas áreas, também devem contar um certificado adicional para missões de ambulância aérea. A Flapper também pode providenciar técnicos para operar equipamentos especializados ou terapeutas para apoiar a saúde mental do paciente e/ou dos familiares, caso seja uma necessidade.

Há, ainda, um especialista em coordenação de voo na Flapper que faz a análise da condição médica dos pacientes em cada solicitação, entendendo os cuidados que cada indivíduo necessita e repassando à equipe de voo quais são as diretrizes de higienização e segurança que devem ser respeitadas.

O transporte aeromédico pode ser solicitado na nossa plataforma de reservas, disponível no site ou no aplicativo. Além disso, operamos diversos outros tipos de serviços, desde o fretamento de táxi aéreo e jatos executivos, passando por transporte de pets, transfers urbanos e até voos de perna vazia. Explore as opções e aproveite tudo que a Flapper tem para oferecer. Para falar conosco, entre em contato em:

whatsapp

Our Services: Fretamentos

See also

  • Relato de mais um voo internacional realizado pela Flapper com excelência

    See post
  • Flapper recebe o selo ARGUS Certified, tornando-se a primeira empresa certificada no Hemisfério Sul

    See post
  • Fretamento de helicóptero na Cidade do México e Toluca

    See post